Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, julho 02, 2009

Bovespa segue desânimo internacional e fecha em queda de 1% no dia

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em baixa nesta quinta-feira (2), seguindo o comportamento do mercado financeiro no resto do mundo, em um dia marcado por dados negativos nos EUA e na Europa.
O índice Ibovespa, referência para o mercado nacional, teve desvalorização de 1,01%, terminando o dia aos 51.024 pontos. O volume financeiro negociado ficou pouco acima de R$ 4 bilhões, abaixo da média das últimas semanas.
Entre os ativos de maior peso na carteira do Ibovespa, Petrobras PN caiu 1,76%, para R$ 31,24; Vale PNA recuou 0,23%, a R$ 30,05; Itaú Unibanco PN perdeu 0,22%, para R$ 31,04; BM&F Bovespa ON diminuiu 2,94%, cotada a R$ 11,55; e Bradesco PN teve desvalorização de 1,66%, a R$ 28,40.
"Os dados negativos derrubaram os preços das commodities e abriram espaço para uma realização (embolso) de lucro, com a queda generalizada das ações na bolsa brasileira", disse o analista da SLW Corretora, Pedro Galdi.
De acordo com Galdi, muitos investidores anteciparam suas apostas na véspera do feriado de comemoração do Dia da Independência nos Estados Unidos.

Dados sobre os EUA
De acordo com o Departamento de Trabalho, foram fechadas 467 mil vagas no mês passado, bem acima do esperado. Já a taxa de desemprego subiu de 9,4% para 9,5%, menos do que os 9,6% estimados.
Também foi divulgado que o número de americanos que foi em busca de seguro-desemprego na semana passada caiu em 16 mil, para 614 mil. A quinta-feira marcou o último pregão da semana em Wall Street. Em razão de um feriado, não haverá negócios na sexta-feira.

Europa
Na Europa, a taxa de desempenho na zona do euro subiu de 9,3% em abril para 9,5% em maio, sendo um dos fatores que contribuiu para a decisão do Banco Central Europeu (BCE) de manter a taxa básica de juros da região em 1% ao ano.
A queda do petróleo prejudica o desempenho dos principais indicadores, que operam com perdas. Ainda na região, a Irlanda perdeu a classificação "AAA", a maior da escala dada pela Moody's.

Outros pregões
Wall Street fechou o dia em baixa. Oíndice Dow Jones, referência para o mercado de Nova York, teve queda de 2,63%, fechando aos 8.280 pontos. O indicador de ações de tecnologia Nasdaq perdeu 2,67%, para 1.796 pontos. O Standard & Poor's 500, que reúne grandes empresas americanas, teve baixa de 2,83%%, aos 897 pontos.
As bolsas europeias fecharam em baixa. O índice FTSEurofirst 300, referência das principais ações europeias, recuou 2,62%, para 843 pontos. Entre os principais mercados, Frankfurt teve o pior resultado do dia, com queda de quase 4%. O indicador ainda acumula alta de 30% frente à mínima histórica em 9 de março.
Na Ásia, a quinta-feira acabou com perdas nos principais mercados. Tóquio e Seul recuaram 0,64% e 0,01%, respectivamente. Já Hong Kong cedeu 1,09%. Destoando, Xangai ganhou 1,73%.
(Com informações da Reuters e do Valor OnLine)

Nenhum comentário: