Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, abril 09, 2009

Bovespa segue otimismo global e atinge maior nível desde outubro

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) teve um pregão de alta nesta quinta-feira (9), "pegando carona" em uma onda de otimismo nos mercados globais gerada pelos resultados acima do esperado do banco americano Wells Fargo.
O Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, teve alta de 3,07%, aos 45.538 pontos. O mercado nacional não terminava acima dos 45 mil pontos desde outubro do ano passado. Ao longo da semana - encerrada hoje devido ao feriado da Sexta-feira da Paixão - a bolsa acumulou ganhos de 2,5%.
A surpresa positiva do dia veio do setor financeiro. O banco Wells Fargo antecipou a divulgação de seu balanço mostrando lucro de US$ 3 bilhões para o primeiro trimestre do ano, bem acima do estimado pelos analistas.
Com o anúncio de um pacote de estímulo econômico de 154 bilhões de dólares pelo governo japonês, o clima positivo se esparramou para os mercados de commodities, dando fôlego adicional para as principais empresas domésticas.
Segundo o economista da Legan Asset Management, Fausto Gouveia, sempre que o setor financeiro americano se recupera ou tem desempenho positivo o humor do mercado como um todo melhora, estimulando a compra de ativos de risco como ações e commodities. " Já ficou claro que a crise só melhora quando a questão envolvendo os bancos e o crédito for solucionada " , resume.

Tendência positiva
Os resultados do Wells Fargo geraram uma onda positiva nos mercados mundiais. Na Europa, os mercados registraram alta. O índice europeu de ações FTSEurofirst 300 fechou com valorização de 2,07%, para 778 pontos. O indicador avançou 0,8% na semana encurtada pelo feriado da Sexta-feira Santa.
Em Wall Street, o dia também é positivo. Por volta das 17h15 de Brasília, o índice Dow Jones mostrava alta de 3,14%, aos 8.083 pontos.
Na Ásia, a quinta-feira encerrou com ganhos nos principais mercados. Tóquio ganhou 3,74%, depois da divulgação de maiores encomendas por máquinas. Também há expectativa com um plano de estímulo de US$ 154 bilhões.

Indicadores
Os agentes também assimilaram o déficit comercial de fevereiro dos EUA, que caiu para US$ 26 bilhões, o menor desde 1999. Os preços de importação subiram 0,5% em março, dentro do esperado e os pedidos semanais por seguro-desemprego caíram em 20 mil na semana passada, para 654 mil.
Em linha com o estimado pelo mercado, o Banco da Inglaterra (BoE) manteve a taxa de juros da região estável em 0,5% ao ano.
(Com informações do Valor Online)

Nenhum comentário: