Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, junho 19, 2009

Bovespa fecha o dia em alta, mas acumula queda de 4% na semana

A recuperação registrada pela Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) nesta sexta-feira (19) não foi suficiente para reverter as perdas acumuladas de quatro quedas seguidas no mercado financeiro brasileiro.
O índice Ibovespa - referência para o mercado brasileiro - teve alta de 0,92%, terminando o dia aos 51.373 pontos. Na semana, entretanto, o resultado ficou negativo em 4,07% em relação aos 53.558 pontos que o índice marcou na sexta-feira da semana passada (12).
No acumulado de junho, depois de três meses seguidos de alta, a Bovespa agora registra retração. Em relação ao último pregão de maio, as perdas no mercado financeiro nacional são de mais de 3,4%.

FMI
Nesta sexta-feira, depois de quatro pregões instáveis, a calma voltou a dominar o mercado financeiro. O principal motivo foi um comunicado do Fundo Monetário Internacional (FMI) que apontou sinais de recuperação na economia.
Em conferência realizada por uma associação comercial na Turquia, o vice-diretor-gerente do FMI, John Lipsky, alertou, no entanto, que ainda é cedo para declarar vitória, porque as condições financeiras estão longe do normal e o mundo ainda está em recessão.
"Embora os últimos dados apontem para um arrefecimento da contração global, ainda há muita incerteza sobre o momento e o ritmo da recuperação", destacou Lipsky.

Outros pregões
As informações do FMI foram repercutidas no mundo todo. O índice FTSEurofirst 300, referência dos mercados acionários europeus, fechou em alta de 1,5%, a 863 pontos, em uma sessão marcada pelo vencimento de índice futuro, de opções sobre índice e de opções sobre ações. Na semana, contudo, o indicador acumulou queda de 2,5%.
Em Wall Street, ao contrário do que ocorreu na Europa, o fechamento não mostrou um padrão definido. O índice Dow Jones, referência para Nova York, teve queda de 0,19%, enquanto os indicadores Nasdaq (de ações de tecnologia) e Standard & Poor's (que reúne grandes empresas dos EUA) subiram 1,09% e 0,31%, respectivamente.
(Com informações da Reuters e da France Presse

Nenhum comentário: