Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, junho 18, 2009

Bovespa se descola do mercado dos EUA e registra a 4ª queda seguida

Com fraco volume de negócios, o principal índice da bolsa paulista encerrou a quinta-feira (18) descolado da recuperação de Wall Street e com a quarta queda consecutiva. O índice Ibovespa, referência para o mercado brasileiro, teve queda de 0,28%, encerrando o dia aos 50.903 pontos.
O volume financeiro, contrastando com a força das últimas semanas, em que a média de negócios ultrapassou diversas vezes os R$ 5 bilhões, foi um dos mais fracos do ano, ficando pouco abaixo de R$ 3,5 bilhões.
"Nossa bolsa subiu muito fortemente e passa a ter um cenário de acomodação à espera de mais dados que confirmem (a avaliação de melhora da economia)", afirmou o gerente de pesquisa da Planner Corretora, Ricardo Tadeu Martins

Ações
As blue chips Petrobras e Vale caíram, respectivamente, 0,9% (para R$ 31,76) e 1% (a R$ 31,56), puxando o índice para baixo. Outra empresa de grande porte, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), apresentou queda de 1,5%, para R$ 43,58. Já a Cosan caiu 4,9%, para R$ 14,09.
A agência de risco de crédito Moody's informou nesta quinta que rebaixou a nota de crédito em moeda local da petrolífera. Entretanto, a agência esclareceu que a nota "A3" agora atribuída à dívida da empresa ainda é considerada "grau de investimento".
"Parece que ainda há muita dúvida pela frente", completou o o gerente da Planner. Ele também citou o recém anunciado plano do governo norte-americano para reformar a regulação do sistema financeiro como algo que merece atenção.

Outros pregões
Ao contrário do mercado brasileiro, Wall Street fechou o dia em alta. O índice Dow Jones, referência para o mercado de Nova York, teve alta de 0,69%, terminando aos 8.555 pontos. O indicador Standard & Poor's, que reúne as maiores empresas do país, subiu 0,84%, para 918 pontos. Já o Nasdaq, de papéis de tecnologia, caiu 0,02%, aos 1.807 pontos.
O indicador FTSEurofirst 300, referência das principais ações europeias, avançou 0,7%, para 851 pontos. Entre os mercados, Londres ficou quase estável, subindo 0,06%; Frankfurt ganhou 0,78%; e Paris subiu mais de 1%.

Fonte: www.g1.com

Nenhum comentário: