Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, maio 12, 2009

Bovespa segue NY e retoma baixa

Após um início de pregão de recuperação, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) perdeu força e passou a cair. Às 15h32, o Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, caía 1,61%, a 50.154 pontos. Mais cedo, chegou a subir mais de 1%.



Leia também:

Dólar inverte tendência e opera em alta



O mercado brasileiro acompanha a deterioração na bolsa de Nova York, onde preocupações com uma possível deterioração do consumo e do setor financeiro mantêm os indicadores em baixa.



Por aqui, atenção ao comportamento das ações da Petrobras, que reportou queda de 19,66% no lucro líquido do primeiro trimestre, que somou R$ 5,81 bilhões. Pela manhã, o IBGE divulgou dados sobre o emprego industrial, que teve seu pior resultado desde 2001.
O dia deve ser de recuperação também em Wall Street, onde a agenda do dia reserva apenas os dados sobre o comércio exterior em março. Na segunda-feira, o presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Ben Bernanke, fez comentários positivos sobre o resultado dos testes de estresse feitos em 19 bancos dos EUA e se disse encorajado pela rápida resposta dos bancos que precisavam levantar capital.



As notícias provenientes da Ásia foram díspares. As exportações chinesas caíram 22,6% em abril, sexto mês seguido de contração. O contraponto foi o crescimento de mais de 30% nos investimentos em fábricas e imóveis/construção durante os quatro primeiros meses no ano. Na Europa, os índices fecharam o dia em baixa, puxados pelos setores de bancos e mineração.



Véspera

Na segunda-feira, o dia foi de realização na Bovespa, mas ainda assim o mercado brasileiro mostrou força.Depois de cair aos 50.059 pontos, ou 2,6%, o Ibovespa passou por recuperação, reduzindo as perdas do dia para 0,82%, ou 50.976 pontos. O giro financeiro foi baixo, somando R$ 4,12 bilhões.

Nenhum comentário: