Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, maio 28, 2009

Bovespa sobe 2,41% e fecha acima dos 53 mil pontos

Uma bateria de dados positivos da economia dos Estados Unidos "turbinou" o otimismo dos investidores da Bovespa, que nesta quinta-feira (28) atingiu nova máxima desde setembro do ano passado.
Principal índice da bolsa paulista, o Ibovespa subiu 2,41%, para 53.040 pontos, a maior pontuação em fechamento desde 19 de setembro. O giro financeiro da sessão ficou em R$ 4,87 bilhões.
Com o resultado desta quinta, o índice acumula alta de 41,25% em 2009 e 12,16% no mês.
Os principais índices de Wall Street tiveram um dia de sobe-e-desce, mas no final prevaleceu a reação positiva dos investidores às notícias de que as encomendas de bens duráveis nos Estados Unidos subiram acima das previsões em abril e que os pedidos de auxílio-desemprego caíram na semana passada.
Ações de companhias domésticas ligadas a metais foram algumas das que mais contribuíram para a alta do Ibovespa, mesmo num dia em que o Citigroup reduziu a recomendação das ações da Gerdau e da Usiminas de "comprar" para "manter".
A entrada de capital externo, no entanto, se espalhou pelo mercado. Com isso, das 65 ações que compõem o Ibovespa, apenas cinco fecharam no vermelho.

EUA
Os índices acionários dos Estados Unidos subiram nesta quinta-feira (28), à medida que uma alta nos preços do petróleo fez as ações de empresas do setor de energia avançarem.
Também contribuiu para a alta das bolsas o último leilão de Treasuries, uma vez que a operação diminuiu as preocupações com relação à demanda por dívida do governo norte-americano.
De acordo com dados preliminares, o índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 1,25%, para 8.403 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 1,20%, para 1.751 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 1,54%, para 906 pontos.
Fonte:www.g1.globo.com

Nenhum comentário: